Última hora

Última hora

O mundo esteve de olhos postos na América

Em leitura:

O mundo esteve de olhos postos na América

Tamanho do texto Aa Aa

O mundo reage com animação e interesse à vitória de Barack Obama.
 
Em Berlim, este entusiasta não precisa de comentários.
 
No que respeita ao perfil dos candidatos que estiveram na corrida à casa Branca, este berlinense, não têm dúvidas de que a escolha certa foi Obama.
 
“É mais próximo das pessoas que Mit Romney”.
 
 
Na Grécia onde a esperança é cada vez menor face à grave crise económica, o discurso de Obama colocou a plavara na ordem do dia, esperança e cooperação como diz este ateniense:
 
“Obama simboliza a vitória da Europa e do mundo inteiro. Quando 90% quer Obama isso significa qualquer coisa. Eles dizem que desejam mais cooperação e mais compreensão para com os Estados Unidos.”
 
 
Em Itália as diferentes visões do mundo que cada candidato represnetava foi entendida por este cidadão.
 
Em Roma, este homem de negócios diz que Obama representa o oposto de Romeny, Obama é a mudança. “É uma mudança que está a chegar lentamente, mas tem possibilidades de conseguir. Romney representava o regresso aos anos 40 ou 50, essa América já não existe”.
 
 
Os russo acordaram  também esta manhã com a notícia da vitória, sobre a reeleição de Obama e esperam que as relações entre a Rússia e os Estados Unidos possam ganhar muito om esta situação.
 
“As pessoas diziam sobre Romney que se ele vencesse iria criar mais problemas à Rússia, ele tem uma ideia completamente errada da Rússia. Eu prefiro de longe esta estabilidade”.
 
 
Noutros locais do planeta o mesmo interesse pela eleições norte americanas. O mundo não parou para assistir ao escrutínio mas as atenções não se desviaram das informações que foram desvendando os resultados.
 
Em plena crise económica mundial todos sabem que o que for bom para os norte-americanos poderá ser bom para as economias agonizantes do planeta.