Última hora

Última hora

Obama: mais quatro anos na Casa Branca

Em leitura:

Obama: mais quatro anos na Casa Branca

Tamanho do texto Aa Aa

Barack Obama foi reeleito para a presidência dos Estados Unidos. O democrata vai, assim, realizar um novo mandato de quatro anos, na Casa Branca.

Foi com a mulher e as filhas que Obama apareceu no Centro de Congressos McCormick, em Chicago, onde uma multidão de fãs, empunhando bandeiras norte-americanas, o aguardava.

Depois de recordar o passado colonial dos Estados Unidos e o combate pela independência, Obama referiu que muito caminho já foi percorrido, mas que muito mais há ainda a percorrer e que “o melhor está para vir”.

Eram 04h17 (hora de Lisboa) quando as principais televisões norte-americanas anunciaram a vitória de Barack Obama, ainda com base nas projeções, sobretudo as da vitória do candidato democrata no Estado do Ohio. Este “swing state” tem sempre sido crucial no caminho para a Casa Branca.

Mitt Romney dissera, no início da noite, que já tinha escrito o discurso da vitória, com “cerca de 1128 palavras” – mas que só tinha escrito um discurso. Talvez por isso, o adversário republicano tenha levado cerca de uma hora e meia para admitir a derrota.

Os resultados Estado a Estado no nosso gráfico

Num primeiro tempo, a equipa de campanha de Romney enviou mesmo um comunicado à televisão FOX, argumentando que, em Estados cruciais – como o Ohio -, a contagem dos votos ainda não estava terminada.

Mas à medida que a distância entre ambos os candidatos aumentava, Romney acabou por admitir a derrota. Num discurso de protocolar e digno, o republicano disse já ter telefonado a Barack Obama, para o felicitar pela vitória. O candidato derrotado, assumidamente mórmon, disse ainda “rezar para que o presidente seja bem-sucedido na tarefa de conduzir o país.”

Barack Obama derrotou Mitt Romney numa série de Estados cruciais, apesar de uma fraca recuperação económica e uma elevada taxa de desemprego.

Alcançou, pelo menos, 303 dos 538 grandes eleitores; bastam 270 para garantir a vitória.

O presidente Barack Obama toma posse a 21 de janeiro, o Dia de Martin Luther King. Em 2013, celebram-se os 50 anos da Marcha de Martin Luther King.

Pela frente, tem quatro anos de gestão, face a um Senado dominado pelos democratas, mas com um congresso de maioria republicana. Durante esta “Super Terça-feira”, os eleitores foram igualmente chamados a renovar o Congresso e um terço do Senado e a eleger os governadores. Mas nada mudou.

Uma última nota destas eleições americanas: durante esta “Super Terça-Teira”, a rede social Twitter ultrapassou os 20 milhões de ‘twitts’ sobre o escrutínio. Obama ganhou também a batalha das menções contra Romney.