Última hora

Última hora

Romney deseja sorte a Obama e lembra que os princípios permanecem

Em leitura:

Romney deseja sorte a Obama e lembra que os princípios permanecem

Tamanho do texto Aa Aa

A América está mais dividida do que nunca – os Democratas ainda perderam dois ou três lugares no Congresso e precisam dos Republicanos para aprovarem um dos mais difíceis orçamentos dos últimos anos.

Obama precisa mesmo da sorte que lhe deseja o rival Mitt Romney, que pode ter perdido a eleição mas não a importância no futuro dos Estados Unidos.

Candidato republicano à presidência, Mitt Romney:

“Telefonei ao presidente Obama para o felicitar pela vitória, assim como aos apoiantes. Desejei-lhes o melhor, principalmente ao presidente, à primeira dama e às filhas. Este é um tempo de grandes desafios para a América e rezo para que o presidente tenha sucesso ao leme da nação”.

A campanha que tantos ódios suscitou, por causa dos problemas do aborto, da raça, do casamento de pessoas do mesmo sexo, vai ter de ser deixada para trás.

É verdade que os desafios são muitos e difíceis: a economia, o desemprego, os desafios do comércio internacional e as relações com a China – e a Europa também precisa de saber qual é o seu papel no meio.

Se não houver um bom entendimento entre todos
para concluir o orçamento e estruturar uma política internacional que preze a diplomacia, e não a guerra, será mau para o mundo.

O candidato republicano discursou perante os apoiantes de Boston, na sede de campanha no Massachussetts, agradecendo a participação de todos na campanha. Afirmou ainda que a eleição acabou, mas os princípios permanecem.