Última hora

Última hora

UE tem de "encontrar solução" para integrar uma Catalunha independente

Em leitura:

UE tem de "encontrar solução" para integrar uma Catalunha independente

Tamanho do texto Aa Aa

A independência face à Espanha e um modelo federal para a União Europeia foram os temas que o Presidente do governo autónomo da Catalunha, discutiu, esta quarta-feira, numa conferência, em Bruxelas.

Artur Mas disse que a mais rica região espanhola cumpre os requisitos políticos e é contribuinte líquido para Bruxelas, pelo que se deve manter dentro da UE.

“A questão é saber se a UE está preparada para oferecer soluções a países como a Catalunha, que querem permanecer na União, que têm os mesmos direitos dos outros cidadãos europeus e que a única coisa que querem é mudar o seu estatuto político”, explicou à imprensa internacional.

Artur Mas disse que convocou eleições antecipadas para 25 de Novembro, porque Madrid recusou negociar um pacto fiscal; o que levou 1,5 milhões de catalães a pedirem a independência nas ruas. Se obtiver uma larga maioria, vai avançar com um referendo.

“Se não for possível fazê-lo no âmbito da lei espanhola, então vamos tentar fazê-lo no âmbito de uma lei catalã, uma lei específica para referendos”, afirmou.

O presidente do governo autónomo refere-se ao facto de este referendo ser expressamente proibido pela constituição de Espanha, mas acredita que irá vai ter lugar no máximo de quatro anos.