Última hora

Última hora

Abismo Fiscal: A austeridade versão América

Em leitura:

Abismo Fiscal: A austeridade versão América

Tamanho do texto Aa Aa

Chame-se-lhe abismo, precipício ou clivagem fiscal, o que pode acontecer aos Estados Unidos -se não houver consenso entre presidente, democratas e republicanos – é entrarem em depressão económica já a partir de janeiro.

Se nada for feito, no final do ano os cofres do Estado retiram 600 mil milhões de dólares à economia através do aumento de impostos e cortes na despesa.

Não surpreende portanto que, na ressaca da reeleição de Barack Obama, o líder republicano da Câmara dos Representantes tenha vindo a público alertar para a necessidade urgente de um acordo, nem que temporário, que sirva “de sinal positivo e de catalisador para soluções mais definitivas a encontrar em 2013”.

Na Europa, chamar-se-ia austeridade, às medidas de que os Estados Unidos parecem querem fugir como o diabo da cruz. Com os exemplos que chegam do velho continente, osamericanos estão de acordo que a solução não passa por aí.

O mundo aguarda com ansiedade a receita da América para o dilema que está a pôr em causa as bases das sociedades ocidentais.