Última hora

Última hora

Funcionários públicos das instituições europeias em greve contra cortes

Em leitura:

Funcionários públicos das instituições europeias em greve contra cortes

Tamanho do texto Aa Aa

Os funcionários públicos das instituições europeias estiveram em greve contra o corte nas desepesas administrativas previsto para o orçamento de 2014-2020, tendo algumas centenas manifestado-se junto à Comissão, em Bruxelas.

“Não pedimos mais dinheiro, entendemos que, nestes tempos de crise, é necessário fazer poupanças e que temos de fazer o mesmo trabalho de forma mais eficiente e com menos custos. Mas nossos salários sofreram cortes de 30% em 2004, e em muitos setores da Comissão existem dificuldades para manter ou contratar funcionários qualificados”, disse o sindicalista Christian Kurrer.

Reino Unido, França, Alemanha e vários países do norte da Europa defendem que o orçamento deve manter-se no níveis de 2011.

A correspondente da euronews em Bruxelas, Natalia Richardson-Vikulina acrescenta que “os funcionários da UE tinham planeado realizar outra greve a 16 de novembro, mas poderão vir a adiá-la para 22 e 23, durante a cimeira da UE que irá discutir o novo orçamento comunitário”.