Última hora

Última hora

Obama e republicanos precisam de consenso para evitar "precipício fiscal"

Em leitura:

Obama e republicanos precisam de consenso para evitar "precipício fiscal"

Tamanho do texto Aa Aa

O “período de graça” pós-eleitoral é de pouca dura para Barack Obama.

O presidente norte-americano precisa de evitar o “precipício fiscal”, num segundo mandato que começa com metade do Congresso em território hostil, com a Câmara dos Representantes nas mãos da maioria republicana.

Ainda assim, o presidente da Câmara dos Representantes mantém, pelo menos para já, um tom conciliador. John Boehner frisou que “os resultados [das eleições] traduzem-se num mandato para que se encontre um forma de trabalhar em conjunto nas soluções para os desafios que todos enfrentam, como uma nação”. Boehner sublinhou que a sua mensagem “não é de confrontação, mas de convicção”.

Democratas e republicanos precisam de um consenso para evitar uma forte depressão económica já no início de Janeiro, efeito de uma subida nos impostos e cortes na despesa pública de 600 mil milhões de dólares.