Última hora

Última hora

Japoneses protestam contra reabertura de dois reatores nucleares

Em leitura:

Japoneses protestam contra reabertura de dois reatores nucleares

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de cem mil manifestantes antinuclear desfilaram este domingo, no Japão, vinte meses depois do acidente de Fukushima.

Em Tóquio, milhares gritaram palavras de ordem, frente ao parlamento, contra a decisão do governo de reativar dois reatores na região de Oi, no oeste do país.

“Não estou preocupada apenas pelos meus filhos mas também por todas as gerações futuras. O Japão não necessita de centrais nucleares”, afirma uma manifestante.

Outro manifestante confessa, “quero que os meus filhos aprendam comigo e com a minha mulher, a tornarem-se adultos capazes de lutar pelos seus direitos”.

Desde o acidente de Fukushima, que o governo japonês tinha decidido desativar 50 reatores, anunciando um abandono gradual do nuclear até 2030.

A reabertura das instalações em Oi coincide com a publicação de um relatório, desmentido pelo governo, que denuncia a existência de uma falha sismíca sob a central.