Última hora

Última hora

Parlamento grego aprova orçamento acusado de "sangrar o país até à morte"

Em leitura:

Parlamento grego aprova orçamento acusado de "sangrar o país até à morte"

Tamanho do texto Aa Aa

O orçamento grego para 2013 foi aprovado. Os três partidos que compõem a coligação governamental de Antonis Samaras deram luz verde a um plano de execução que prevê mais austeridade, atribuindo-lhe 167 votos contra 128.

Com esta aprovação, Atenas vai desbloquear a próxima tranche de ajuda internacional, na ordem dos 31 mil milhões de euros. Como realçou Samaras, “a Grécia fez o que lhe pediram, isso todos devem reconhecer. Agora aqueles que emprestam têm de cumprir com o que prometeram, e vão fazê-lo.”

No exterior do parlamento, milhares de pessoas protestavam contra as consequências de um pacote orçamental que inclui cortes de mais de 9 mil milhões de euros. Uma grande fatia virá das pensões.

Um dos manifestantes afirmava: “este orçamento vai sangrar a Grécia até à morte, para poderem fornecer capital aos bancos e aos mercados. É preciso dizer ‘basta!’ a este governo oligárquico e à elite política da Europa.”

“Um ataque aos trabalhadores e à classe média”, gritou-se no ajuntamento, num país que não digeriu a publicação de uma lista que denunciou a evasão fiscal de inúmeros milionários gregos.