Última hora

Última hora

Gregos na rua contra despedimentos da função pública

Em leitura:

Gregos na rua contra despedimentos da função pública

Tamanho do texto Aa Aa

Os gregos saíram à rua, mais uma vez, esta terça-feira. Dizem não aos planos do governo, que prevê uma vaga de despedimentos na administração.

Em Atenas, foram cerca de dois mil funcionários públicos que se manifestaram contra a medida, integrada no novo pacote de austeridade exigido pela troika.

“Continuamos a lutar para que o governo não faça um único despedimento no setor público”, explica Kostas Tsikrikas, do sindicato ADEDY. E o sindicalista vai mesmo mais longe: “Pelo contrário, o governo devia pedir à troika um reforço do setor público.”

A manifestação surge na sequência do voto do orçamento, a semana passada, pelo parlamento grego. Um orçamento que vem acompanhado de cortes das despesas e aumentos dos impostos.

Até há pouco, os funcionários públicos tinham um “emprego para a vida”. Agora, a situação está a mudar. E Evangelia Katsaropoulou, funcionária pública agora desempregada, sabe-o bem: “Tenho dois gémeos e a situação é dramática. E o que quero dizer a toda a gente, a todos os funcionários públicos, é que venham para a rua gritar para que estas medidas não passem.”

A troika exige também uma lista nominativa dos funcionários autárquicos a despedir. Uma exigência que provocou a ocupação das câmaras municipais, de Atenas e de outras cidades. Os próprios autarcas ameaçam demitir-se em bloco.