Última hora

Última hora

Parlamento Europeu: impasse nas negociações orçamentais

Em leitura:

Parlamento Europeu: impasse nas negociações orçamentais

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento Europeu anunciou a interrupção das negociações sobre o orçamento de 2013. No cerne do problema está um pedido de 9 mil milhões de euros adicionais destinados a colmatar um buraco nas contas de 2012.

As políticas de coesão social das quais Portugal é um dos países beneficiários foram afetadas de forma particularmente intensa.

O Presidente do Parliamento Europeu, Martin Schulz, adianta que “de momento não estamos de acordo, não se trata de uma catástrofe, limitámo-nos a suspender as negociações. Aguardamos agora uma nova proposta da comissão e de seguida recomeçaremos a negociar”.

Em causa está o financiamento de programas como a rede Erasmus, ajudas humanitárias, Fundo Social Europeu e Fundo de Coesão.

O Presidente da Comissão Orçamental, Alain Lamassoure, clarifica as várias posições: “o Parlamento afirma que está preparado para discutir os projetos para 2013 mas apenas depois de fechar as contas relativas a 2012. Infelizmente, muitos estados-membros concordam mas há outros que se recusam”, afirma.

A crise ocorre a praticamente uma semana da cimeira europeia prevista para Bruxelas e na qual se discutirá o orçamento da UE para o período 2014 – 2020.