Última hora

Última hora

Ucrânia: oposição ameaça destituir Ianukovich

Em leitura:

Ucrânia: oposição ameaça destituir Ianukovich

Tamanho do texto Aa Aa

A oposição ucraniana continua a luta pela libertação de Yulia Timoshenko e ameaça lançar um procedimento de destituição do atual presidente, Vitor Ianukovich.

Cerca de dois mil ucranianos responderam ao apelo da oposição e manifestaram-se em frente à comissão eleitoral, em Kiev.

Contestam o resultado das eleições legislativas de outubro, validado este mês, e que dá a vitória ao partido no poder.

“Queremos deixar bem claro que, na nossa luta, todas as opções estão em aberto: parlamentares e não parlamentares. E não excluímos a possibilidade de dissolução do parlamento”, explica Arseniy Yatsenyuk, um dos líderes da oposição.

A oposição garante, contudo, que não tomará medidas drásticas, como a rejeição dos mandatos. Mas irá ao parlamento e vai exigir a destituição do presidente, a renúncia do governo e a libertação dos presos políticos.

Os manifestantes apelam também a Yulia Timoshenko que ponha fim à greve da fome, iniciada há 15 dias, contra a “falsificação das legislativas”.

O poder gostaria muito de ver-se livre de si, não lhe dê esse prazer” – pedem os manifestantes.

A musa da Revolução Laranja está detida desde 2011, condenada a sete anos de prisão por abuso de poder. Oposição e ocidente dizem tratar-se de uma perseguição política.