Última hora

Última hora

ONU: planeamento familiar é um direito humano

Em leitura:

ONU: planeamento familiar é um direito humano

Tamanho do texto Aa Aa

O Fundo da ONU para a População afirma que o acesso a planeamento familiar é um direito humano essencial.

A afirmação está contida no mais recente relatório da organização que apela a mais de 3 mil milhões de euros adicionais a fim de proporcionar mais informações e acesso a planeamento familiar nos países em desenvolvimento.

O Dr. Babatunde Osotimehin, diretor executivo do Fundo da ONU para a População afirma,“trata-se de um direito fundamental, o direito de cada indivíduo ao planeamento familiar, em particular das mulheres e jovens. É também preciso fazer mais para chegar às populações marginalizadas”.

Segundo o Fundo da ONU para a População, um maior investimento nesta área iria poupar aos países mais de 8,6 mil milhões de euros por ano em cuidados de saúde.

O relatório sugere que em todo o mundo mais de 200 milhões de mulheres querem ter acesso a planeamento familiar.

De acordo com estimativas, todos os anos em todo o mundo ocorrem cerca de 80 milhões de gravidezes não desejadas.