Última hora

Última hora

Croatas celebram libertação de militares pelo TPI

Em leitura:

Croatas celebram libertação de militares pelo TPI

Tamanho do texto Aa Aa

A decisão do TPI foi celebrada nas ruas de Zagreb. Uma multidão de apoiantes de Gotovina e de Markac juntou-se na principal praça da capital croata para seguir os acontecimentos em direto num ecrã gigante. A reação espelha o sentimento nacional relativamente ao antigo comandante militar e ao ex-chefe da polícia. O primeiro-ministro croata, Zoran Milanovic, saudou a decisão mas reconheceu erros na condução da guerra:

“Estes homens são inocentes mas isso não significa que a guerra não foi difícil e sangrenta no que diz respeito à Croácia. Cometeram-se erros na guerra, erros que em último caso devem ser imputados ao estado croata e não a Markac e a Gotovina. A Croácia vai pagar as suas dívidas à justiça.”

Na Sérvia a notícia foi condenada por todos os quadrantes da sociedade. “Nós estamos chocados com este veredicto. Posso dizer com toda a liberdade que este veredicto é vergonhoso porque também sou juiz e sei como isto funciona” – acusa Savo Strbac, presidente da ONG Veritas. A maioria dos sérvios considera o TPI como o tribunal da NATO.

Gotovina tinha sido considerado culpado da morte de 324 civis e da expulsão de 90 mil sérvios.