Última hora

Última hora

Perseguir o sonho de abrir um negócio

Em leitura:

Perseguir o sonho de abrir um negócio

Tamanho do texto Aa Aa

Riga, capital da Letónia. O país sofreu imenso com a crise nos últimos anos, mas os indicadores económicos regressam agora ao verde. O crescimento económico pode atingir 4 a 5% no próximo ano e uma das alavancas deste crescimento é o empreendedorismo que muito se desenvolveu neste país nos últimos tempos.

A grande ideia, Gintz Ziverts teve-a há alguns meses depois de viver cerca de uma década no sudeste asiático, nomeadamente na Tailândia. Este jovem letão de 28 anos abriu o primeiro restaurante tailandês em Riga. Gintz criou 7 empregos e está a faturar o dobro do que previa.

Gintz Ziverts:
“Estava a viver em Banguecoque e vi toda a riqueza culinária e como estava a faltar este tipo de cozinha e esta forma de vida na Letónia. Então, tive a ideia de abrir um restaurante de comida tailandesa na Letónia, com pratos simples e preços convidativos, acessível a toda a gente. Mas era algo de novo na Letónia e portanto foi um pouco difícil explicar o conceito aos investidores.”

Gintz acabou por garantir o financiamento e pensa já em abrir mais restaurantes tailandeses em Riga e, quem sabe, criar mesmo um franchise. Para arrancar com o negócio, Gintz conseguiu um empréstimo equivalente a 65 mil euros e garantiu uma subvenção no valor de 10 mil euros. Fundos obtidos graças a um programa intitulado New Start (Novo Começo) lançado na Letónia em parceira com o Fundo Social Europeu. Objetivo: permitir aos jovens entre os 25 e os 40 anos concretizarem os seus projetos de empreendedorismo. Um programa que permitiu também a Gintz colmatar algumas lacunas na área da contabilidade.

Gintz Ziverts:
“Neste curso de contabilidade aprendi a gerir os meus fundos, aprendi a contratar funcionários na Letónia, estudei as leis por detrás processo, como é que tinha de proceder e qual pode ser o lado negativo de tudo isto”.

Gintz usufruiu do Fundo Social Europeu, um dos instrumentos financeiros da União Europeia que permite ajudar os países em mais dificuldade neste período de crise. Na Letónia, o programa New Start, lançado em 2009, tem um verdadeiro impacto no empreendedorismo.

Inna Steinbuka, Chefe da representação da Comissão Europeia em Riga: “O programa New Start já permitiu criar 700 novas empresas e 1300 postos de trabalho na Letónia. Isto é bastante impressionante”.

Gintz Ziverts:
“As chaves do sucesso são: em primeiro lugar, a ideia. Depois, o trabalho no duro e finalmente, conseguir o financiamento. Para conseguir o financiamento temos de tornar a nossa ideia atrativa para os investidores”: