Última hora

Última hora

Europeus de novo na rua contra a austeridade

Em leitura:

Europeus de novo na rua contra a austeridade

Tamanho do texto Aa Aa

A austeridade continua a trazer para a rua milhares de pessoas, um pouco por toda a Europa.

Foi assim este sábado na Eslovénia. Cerca de 30 mil pessoas manifestaram-se na capital, contra o governo de Ljubljana, que prevê cortar mais 5% dos salários da função pública, no ano que vem, a somar ao corte de 3% deste ano.

Na República Checa, é a reforma das pensões que levou para as ruas umas 10 mil pessoas, em dia de Feriado Nacional. A lei foi aprovada, esta semana, por uma maioria mínima de 102 deputados – mais um do que os necessários – e prevê um sistema misto público/fundos privados que os sindicatos acusam de favorecer os mais ricos.

Os polícias também se manifestam, pelo menos, em Espanha. Cinco mil agentes desfilaram, este sábado, no centro de Madrid. Denunciam a redução dos salários e a falta de efetivos, na polícia.

Numa faixa podia ler-se: “Pedimos desculpa por não termos prendido os verdadeiros culpados desta crise: os banqueiros e os políticos.”