Última hora

Última hora

Protesto em Madrid contra privatizações e cortes na Saúde

Em leitura:

Protesto em Madrid contra privatizações e cortes na Saúde

Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de milhares de médicos, enfermeiros e trabalhadores hospitalares invadiram as ruas de Madrid para contestar as privatizações e cortes no setor da saúde em Espanha.

A reforma sanitária do governo espanhol, inscrita na cura de austeridade, prevê economias de sete mil milhões de euros por ano no setor.

Uma enfermeira explica que protesta porque “o governo está a privatizar a saúde pública e a educação”.

Outra diz que “é claro que as coisas vão mudar para os pacientes, apesar do que dizem os políticos. As pessoas terão de pagar por muito mais tratamentos depois da privatização. É o paciente que vai ter de pagar”.

Cerca de duas dezenas de hospitais da região de Madrid foram ocupados pelos trabalhadores no início do mês, para denunciar a decisão do governo regional de privatizar seis estabelecimentos, no quadro dos cortes orçamentais previstos para 2013.