Última hora

Última hora

Começou a retirada francesa do Afeganistão

Em leitura:

Começou a retirada francesa do Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

Os soldados franceses abandonam o Vale de Kapisa, no Afeganistão. É o fim das operações de combate e o princípio da grande retirada do contingente francês.

A ordem foi dada por François Hollande, em maio passado, no cumprimento de uma promessa de campanha. Para os soldados a decisão não chega cedo demais:

“Estamos um pouco nervosos com a partida, mas estamos contentes por partir. Há já algum tempo que esperávamos isto e os últimos dias são sempre os mais duros”.

“Quero voltar a ver a minha mulher e os meus filhos e ir a um bom restaurante”.

A presença francesa no Afeganistão durou cerca de uma década e o momento da partida é de grande emoção. Os homens que regressam agora ao seu país deixam saudades entre os colegas afegãos:

“Vamos ter saudades deles porque são nossos amigos. Estiveram ao nosso lado, participaram em operações connosco e davam-nos apoio aéreo”, lamenta um coronel afegão.

Dos 2200 soldados franceses que ainda se encontram no Afeganistão, 700 regressam até ao final do ano; 1500 ficarão em Cabul até ao próximo verão, na maioria para prepararem o repatriamento dos 600 veículos e 600 contentores de material.