Última hora

Última hora

Planos para operação terrestre em Gaza suspensos

Em leitura:

Planos para operação terrestre em Gaza suspensos

Tamanho do texto Aa Aa

Israel suspendeu os planos para avançar com uma operação terrestre em Gaza.

Uma decisão justificada com os esforços diplomáticos em curso com vista a um cessar-fogo.

A imprensa israelita diz que a razão é outra: a pressão de Washington junto do governo de Benjamin Netanyahu.

A cerca de três quilómetros de Gaza são muitos os que assistem aos bombardeamentos como se de um espetáculo se tratasse. É o caso deste homem que acusa os palestinianos de destruírem cidades israelitas e considera que devem, por isso, sofrer.

A ofensiva israelita prossegue pelo sétimo dia consecutivo. Depois de uma ligeira acalmia durante a noite, os bombardeamentos voltaram a intensificar-se ao início da manhã.

Vários carros e edifícios ficaram destruídos em Gaza. De acordo com fontes locais entre eles está o Banco Nacional Islâmico, alegadamente, atingido por mísseis.

As Forças Armadas israelitas garantem que a operação teve por alvo instalações terroristas.

O número de vítimas mortais continua a aumentar.
De acordo com o último balanço mais de uma centena de palestinianos foram mortos desde quarta-feira. Do lado israelita há a registar três.

O Egito está confiante que Israel e o Hamas possam chegar a um acordo nas próximas 72 horas.