Última hora

Última hora

Presidente do Eurogrupo otimista quanto a acordo sobre a Grécia

Em leitura:

Presidente do Eurogrupo otimista quanto a acordo sobre a Grécia

Tamanho do texto Aa Aa

Os ministros das finanças da Zona Euro voltam a reunir-se em Bruxelas e de cima da mesa ainda não saiu a nova tranche de ajuda à Grécia.
O dinheiro não deve chegar aos cofres de Atenas antes de dezembro e o acordo sobre a redução da dívida requer mais negociações. De qualquer forma, o presidente do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, à chegada à reunião, sublinhou os esforços feitos pelo governo de Antonis Samaras: “é evidente que a Grécia cumpriu a sua parte. Agora nós temos que chegar a acordo sobre alguns detalhes. Acredito que há muitas hipóteses de que seja encontrada uma solução unânime esta noite. Mas não estou totalmente seguro disso.”

A dívida pública grega deve chegar, em 2013, aos 190% do PIB, por causa da recessão. Os objetivos traçados pela troika exigem que seja de apenas 120% em 2020, mas o mais provável que cheguem apenas aos 150%. A União Europeia está pronta para dar à Grécia mais dois anos para chegar a esse objetivo, mas o FMI é contra.

De qualquer forma, a diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, garante: “vamos trabalhar de forma muito construtiva para encontrar uma solução para a Grécia. Esse é o nosso objetivo, aquilo a que nos propomos, a nossa missão.”
E se chegarem a acordo, a 5 de dezembro, os 44 mil milhões de euros chegam a Atenas.

A correspondente da Euronews em Bruxelas, Isabel Marques da Silva, lembra ainda que “além de adotar novas medidas esta semana para convencer os seus pares nesta reunião, o governo grego quis mostrar empenho na implementação das medidas ao longo dos próximos meses e anunciou uma remodelação do executivo já em dezembro.”