Última hora

Última hora

Egito: Polícia tenta dispersar manifestantes que permanecem na Praça Tahrir

Em leitura:

Egito: Polícia tenta dispersar manifestantes que permanecem na Praça Tahrir

Tamanho do texto Aa Aa

As forças antimotim tentaram dispersar esta manhã os manifestantes que se mantêm concentrados na Praça Tahrir no centro do Cairo. Desde ontem que milhares de egípcios se manifestam contra o presidente Mohammed Morsi devido ao decreto que reforça os poderes do chefe de Estado.

“Nós estamos aqui hoje porque os objetivos da revolução ainda não foram alcançados. Nós estamos aqui porque eles assinaram a nossa sentença de morte na Praça Tahrir e nós estamos aqui para morrer” – explica Mira Daniel, irmã de um cristão morto o ano passado.

Os protestos de sexta-feira foram os maiores desde que Mohammed Morsi chegou à presidência.

“Nós temos três reivindicações: a limpeza completa do ministério do Interior, a demissão do primeiro-ministro Hisham Kandil e a dissolução do comité que está a redigir a constituição” – diz um dos manifestantes.

Além do protesto dos opositores de Mohammed Morsi, realizou-se ontem uma manifestação de apoio ao chefe de Estado em frente ao palácio presidencial. Ao cair da noite registaram-se vários confrontos perto da sede do ministério do Interior.