Última hora

Última hora

Protestos em Roma contra a austeridade

Em leitura:

Protestos em Roma contra a austeridade

Tamanho do texto Aa Aa

Em Itália os protestos contra a austeridade unem partidos, sindicatos, alunos, professores e sociedade civil.

A extrema direita mostrou-se particularmente ativa.

O nível de desemprego entre os jovens atinge os 30% o que conduziu os univsersitários à liderança dos cortejos.

“Na escola onde trabalho as coisas estão degradadas, tornou-se perigoso para as crianças, basta um pequeno terramoto para por em risco de vida 750 crianças”.

Em Roma os manifestantes ocuparam e bloquearam dezenas de escolas. Outros armaram-se de tinta e pincéis e pintaram as paredes para denunciar o estado de degradação em que se encontram os edifícios.

Um projeto de lei em análise no parlamento ateou o rastilho.

O texto propõe a entrada de fundos privados na gestão das escolas o que traria uma grande flexibilização de programas e redução de professores cujos sindicatos apelam à luta.