Última hora

Última hora

Egípcios protestam contra os novos poderes do presidente

Em leitura:

Egípcios protestam contra os novos poderes do presidente

Tamanho do texto Aa Aa

O centro do Cairo volta a encher-se de uma multidão de opositores ao presidente Mohamed Morsi.

Centenas de pessoas voltaram a instalar tendas na praça Tahrir para protestarem contra o decreto que alarga os poderes do presidente e prometem ficar até serem ouvidas:

“Estamos aqui para fazer pressão para que seja cancelada a nova declaração constitucional feita por Morsi para o fazer ascender à categoria de novo faraó e ignorar os resultados da revolução, para si próprio, para o seu partido, a Irmandade Muçulmana, e os salafitas”.

“Queremos viver em paz, em segurança e com estabilidade e liberdade. É só o que queremos, mais nada”.

Mas a paz parece estar longe de se assumir como uma conquista da revolução.

Para evitar a violência, a manifestação de apoio ao chefe do Estado, prevista pela Irmandade Muçulmana, foi cancelada, mas isso não impediu os confrontos nas ruas da capital egípcia.

Como diz o nosso correspondente no Cairo, Mohammed Shaikibrahim:

“Não é fácil para o presidente tomar qualquer decisão sem a aprovação do povo egípcio, como se vê hoje, com os egípcios a protestarem contra a nova declaração constitucional. Pedem o seu cancelamento e pedem ao presidente que respeite as solicitações da revolução, porque consideram que esta decisão traz de volta a velha política, com outros rostos”.