Última hora

Última hora

Eurogrupo e FMI obtêm acordo para redução da dívida grega

Em leitura:

Eurogrupo e FMI obtêm acordo para redução da dívida grega

Tamanho do texto Aa Aa

Após 12 horas de debate, em Bruxelas, os ministros das Finanças da Zona Euro e o Fundo Monetário Internacional chegaram a um acordo sobre a redução da dívida grega.

A decisão abre a via ao desbloqueio da ajuda financeira a Atenas.

As medidas decididas pretender reduzir a dívida helénica em 40 mil milhões de euros, cortando-a para 124 por cento do PIB até 2020.

O presidente do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, frisa que “não é apenas uma questão de dinheiro. É a promessa de um futuro melhor para o povo grego e para toda a União Europeia. Foi um acordo muito difícil, que exigiu esforços bastante significativos por parte de todos os envolvidos”.

A Grécia deverá receber dos credores 34 mil e quatrocentos milhões de euros já em Dezembro e outros nove mil e trezentos milhões no primeiro trimestre de 2013.

O correspondente da euronews, James Franey, explica que a segunda fatia “será entregue em três partes, mas só se Atenas avançar com as reformas que prometeu, sobretudo no que diz respeito às mudanças no sistema fiscal”.

Entre as medidas decididas em Bruxelas está a compra, pela Grécia, de uma parte da dívida, uma descida nas taxas dos empréstimos já atribuídos a Atenas e um prolongamento dos prazos para os reembolsos do país.

A diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, afirma que quiseram “garantir que a Grécia está novamente no bom caminho e a avançar com as ações necessárias para tal. O FMI quis ter a certeza de que os parceiros da Zona Euro também estavam a tomar as ações necessárias para colocar a dívida grega numa via sustentável”.