Última hora

Última hora

Rebeldes congoleses aceitam retirada de Goma

Em leitura:

Rebeldes congoleses aceitam retirada de Goma

Tamanho do texto Aa Aa

Os rebeldes do M23, que há várias semanas combatem na província do Norte Kivu, na República Democrática do Congo, aceitaram retirar-se da cidade de Goma, que capturaram há uma semana.

O acordo terá sido alcançado com os líderes da região, sob a mediação do Uganda.

Desde a tomada de Goma, o M23 ameaçava continuar a conquista do território até Kinshasa, a capital do país, com o objetivo de derrubar o presidente Joseph Kabila.

O M23 é formado por antigos militares, quase todos de etnia tutsi, desertores do exército congolês, após o motim de abril passado.

São dirigidos pelo coronel Sultani Makenga, lider de uma antiga milícia e pelo general Bosco Ntaganda, acusado de crimes de guerra pela justiça internacional.

A escalada do conflito na província do Norte Kivu já fez mais de meio milhão de refugiados.