Última hora

Última hora

Indignação na Hungria por declarações de um deputado da extrema-direita contra os judeus

Em leitura:

Indignação na Hungria por declarações de um deputado da extrema-direita contra os judeus

Tamanho do texto Aa Aa

As palavras de um deputado da extrema direita sobre a necessidade de criar uma lista dos membros do governo e do parlamento com origem judia inflamou os círculos políticos na Hungria.

As declarações provocaram indignação. Centenas de pessoas juntaram-se frente ao parlamento para protestarem e de todas as bancadas vieram condenações.

O deputado, Marton Gyongyosi, diz que as suas palavras foram mal interpretadas:

“As minhas declarações podem ser sido mal compreendidas e, naturalmente, peço desculpa aos nossos compatriotas judeus, porque não falava contra eles. Estava inequivocamente a referir-me aos cidadãos de dupla nacionalidade húngaro-israelita e os riscos potenciais para a segurança nacional”.

Recentemente a Hungria tem registado, com frequência, incidentes antissemitas. Atualmente vivem no país cerca de 100 mil judeus. Entre 500 e 600 mil judeus húngaros foram mortos durante o Holocausto.