Última hora

Última hora

Egito: Morsi vai dirigir-se ao país para pedir união e explicar decreto

Em leitura:

Egito: Morsi vai dirigir-se ao país para pedir união e explicar decreto

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas responderam em Alexandria, segunda cidade do Egito, ao apelo da Irmandade Muçulmana numa manifestação de apoio a Mohammed Morsi.

Alvo, há uma semana, de uma forte contestação através do país, o presidente egípcio vai dirigir-se hoje à nação para apelar à união e justificar o polémico decreto que lhe concedeu poderes excecionais.

A assembleia encarregue de escrever a Constituição finalizou esta madrugada a versão final, que será votada durante o dia no Parlamento.

A Irmandade Muçulmana acredita que a crise será ultrapassada quando o decreto for substituído pela nova Constituição. Os islamitas acreditam poder mobilizar eleitores suficientes para aprovar o texto em referendo.

Mas os confrontos nas ruas do Cairo e os protestos na praça Tahrir, que continuam a ganhar vigor, evidenciam o cada vez maior descontentamento popular. As vozes críticas dizem que o esforço do presidente e do Parlamento dominado pela Irmandade para terminar rapidamente a nova Constituição só irá piorar a situação.