Última hora

Última hora

RDCongo: exército prepara-se para a guerra

Em leitura:

RDCongo: exército prepara-se para a guerra

Tamanho do texto Aa Aa

Os rebeldes do M23 abandonaram, este sábado, Goma, capital da província do Norte Kivu na República Democrática do Congo.

A retirada ocorre 10 dias depois uma forte mobilização internacional, tanto por parte das Nações Unidas como dos Estados Unidos, mas também de países vizinhos dos Grandes Lagos.

À primeira vista, o acordo que culminou com a partida dos rebeldes parece ter afastado a hipótese de um novo conflito armado, mas o chefe de Estado-Maior do exército congolês exclui essa hipótese.

“Agora é a guerra que vai levar à paz na Republica Democrática do Congo. Foram os europeus que disseram que quem quer a paz prepara a guerra. E é isso que estamos a fazer” afirma François Olenga.

Enquanto os rebeldes se reorganizam mais a norte, as forças policiais da República Democrática Congo assumem posições em Goma.

O M23 é composto por antigos rebeldes que integraram o exército há três anos na sequência de um acordo de paz com Kinshasa. Os motins começaram em abril e foram justificados com o facto do governo bloquear a aplicação de acordos de paz de 2009.