Última hora

Última hora

Egípcios protestam frente ao palácio presidencial

Em leitura:

Egípcios protestam frente ao palácio presidencial

Tamanho do texto Aa Aa

No Cairo, a capital do Egito, foi frente ao palácio presidencial que uma multidão de cerca de dez mil pessoas se exprimiu esta terça-feira.

Os manifestantes gritavam palavras de ordem contra o referendo anunciado para 15 de dezembro sobre a nova constituição e pedindo a queda do regime.

Para o líder do Partido da Liberdade e Justiça, o braço político da Irmandade Muçulmana, a crise terminará com o referendo:

“A crise que temos vivido nas duas últimas semanas está a chegar ao fim. O povo vai exprimir a satisfação ou a revolta até ao referendo e, depois do referendo, penso que a situação vai estabilizar por algum tempo”, afirmou Saad al-Katatni

Mas nem só no Cairo há protestos. Também em Alexandria, milhares de pessoas sairam à rua esta terça-feira.

O presidente Mohamed Morsi, que tomou posse no mês de junho, desencadeou uma verdadeira tempestade ao assinar um decreto que amplia os seus próprios poderes.

Para acalmar as tensões, o novo texto da constituição será submetido a referendo no dia 15 de dezembro. Mas muitos egípcios temem que o país venha a cair numa nova ditadura, sob o controlo do Islão fundamentalista, da Irmandade Muçulmana e dos Salafitas.