Última hora

Última hora

Europeus poupam este Natal

Em leitura:

Europeus poupam este Natal

Tamanho do texto Aa Aa

Se há europeus que se recusam a estragar o Natal por causa da crise, são os franceses.

Apesar do poder de compra estar fraco, a quadra natalícia é sagrada e o orçamento para os presentes é mesmo um pouco mais alto que nos outros países europeus.

O orçamento médio dos europeus para este Natal é de 591 euros, quase um ponto percentual menos do que no ano passado. Mas esta quantia é chocante para os países mais afetados pela crise, a Grécia, Portugal e Espanha, que já nem furos têm no cinto para apertar: na Alemanha, pelo contrário, o orçamento médio das famílias para as compras de Natal aumentou 7%.

Em Portugal, a supressão do 13° mês e o aumento dos impostos vão causar restrições de orçamento mas também aproximar as famílias nesta quadra. mesmo que muitas câmaras já tenham avisado não dispôr de dinheiro para grandes iluminações.

“Acho que as pessoas, o povo português precisa de alegria, o comércio da baixa precisa destas luzes também para as pessoas virem passear e fazerem as suas compras,” afirma uma jovem mamã lisboeta, no Rossio.

Em Espanha, os comerciantes reduziram o tamanho dos torrões de Natal com esperança de venderem melhor. Calcula-se que a venda desta especialidade desça 10%.

María Garrigos:

“Anteriormente, vendia de 500 gramas, 300, e agora pedem-me torrões cada vez mais pequenos, por isso fizémos estas com a 100 gramas”

Reduzir as despesas de qualquer modo, comprar menos e procurar promoções será a receita dos europeus neste Natal.

Cerca de 90% vão comprar produtos em promoção, contra 72% no ano passado.

A subida mais espetacular das despesas próprias da quadra será na Alemanha, onde os mercados tradicionais estão a transbordar.

Geralmente austeros, em comparação com os vizinhos europeus, tudo indica que, este ano, vão inverter a tendência.