Última hora

Última hora

Visita de Netanyahu à Europa sob fundo de polémica sobre novo colonato

Em leitura:

Visita de Netanyahu à Europa sob fundo de polémica sobre novo colonato

Tamanho do texto Aa Aa

Desiludido com a abstenção da Alemanha mas agradecido à República Checa por ter votado contra a adesão da Palestina à ONU, como país observador.

Este é o estado de espírito de Benjamin Netanyahu. Em tournée pela Europa, o primeiro-ministro israelita esteve esta quarta-feira em Praga, onde agradeceu o apoio checo.

Apesar de Israel ter retomado planos de construção de novos colonatos, Netanyahu garantiu que continua empenhado numa solução de dois Estados, à condição que “uma Palestina desmilitarizada reconheça o Estado de Israel”:

“Para que a paz seja duradoura, temos de poder defendê-la. Nenhuma outra paz é possível no Médio Oriente. Continuamos empenhados em negociar uma solução com os nossos vizinhos palestinianos”, afirmou, em Praga, Benjamin Netanyahu.

Para já, Israel anunciou a construção de um novo colonato numa zona sensível da Cisjordânia. Um anúncio que provocou uma onda de protestos, na Palestina e em vários países ocidentais.

Para o presidente palestiniano, Israel “pisou a linha vermelha. Não só porque este colonato cortará a Cisjordânia em dois, mas também porque é mais um colonato. E isso não pode acontecer”. Abbas ameaçou mesmo: “Se acontecer, usaremos todos os meios legítimos e legais para impedir Israel.”

União Europeia, Paris, Londres ou mesmo Brasília já convocaram os respetivos embaixadores de Israel para comunicarem o seu desagrado face ao avanço da expansão de colonatos.