Última hora

Última hora

Itália: partido de Berlusconi diz que não quer fazer cair governo de Monti

Em leitura:

Itália: partido de Berlusconi diz que não quer fazer cair governo de Monti

Tamanho do texto Aa Aa

O governo italiano está em posição periclitante, depois de perder o apoio do Povo da Liberdade, formação maioritária no Parlamento.

O partido de Silvio Berlusconi absteve-se de dois votos de confiança sobre projetos de lei na Assembleia, cortando efetivamente a associação com o centro-esquerda que sustentava o executivo tecnocrata de Mario Monti.

A decisão surge depois de Berlusconi se ter declarado disposto a concorrer novamente ao cargo de primeiro-ministro. O secretário-geral do Povo da Liberdade Angelino Alfano, explicou que “a candidatura de Berlusconi (…) torna desnecessária a organização de primárias” no partido.

Vários analistas acreditam que um dos objetivos do partido de Berlusconi é acelerar o fim do mandato de Monti e avançar de um ou dois meses as legislativas antecipadas previstas para Abril, para evitar a maioria absoluta aos rivais do Partido Democrático.

Um italiano frisa a inquietude dos mercados face ao anúncio da formação de Berlusconi e diz esperar que Il Cavaliere recolha poucos votos e “volte para casa”.

Outra residente de Roma ilustra a má situação do país, explicando que o filho “está desempregrado” e ela continua “à espera da pensão de reforma”, mas não sabe “quando ela vai chegar”.

O presidente Giorgio Napolitano convocou esta sexta-feira os principais partidos para consultas face à possibilidade de uma nova crise. Alfano garantiu que o Povo da Liberdade não pretende fazer cair o governo de Monti.