Última hora

Última hora

Hamas: aniversário do partido

Em leitura:

Hamas: aniversário do partido

Tamanho do texto Aa Aa

O líder do Hamas no exílio recebido na Faixa de Gaza pela primeira vez depois de 45 anos para o aniversário do partido.

Dezenas de milhares de militantes e simpatizantes do Movimento de Resistência Islâmica encheram as ruas participar no comício dos 25 anos do grupo com a presença do lider Khaled Meshal apenas um mês depois da guerra com Israel.

“Meshal vai trabalhar a favor da recinciliação e esperamos que a sua visita traga os seus frutos para acabar com a rotura”.

“Meshal representa o regeresso de mais um dos nossos que se encontra deslocado desde 1948”.

Meshaal, de 56 anos, deixou a Cisjordânia com a família depois da Guerra dos Seis Dias (1967), quando Israel assumiu o controle desse território e também da Faixa de Gaza e de Jerusalém Oriental.

Gaza e os cerca dos 1,7 milhões de palestinianos vive plenamente a celebração de um quarto de século de existência do grupo islâmico considerado terrorista.

Foi um dos fundadores do Hamas, que domingo completa 25 anos. É acusado de ser o mandante de atentados suicidas em Israel. “Eu pedi a deus para virar mártir nessa terra”, disse ele nesta sexta.

Khaled Meshal foi um dos promotores do acordo entre radicais do Hamas e moderados do Fatah, no ano passado, que nunca saiu do papel.

Ele poderia ajudar na reaproximação entre os grupos rivais. Unidos, os palestinos acreditam que podem forçar Israel a buscar uma solução para o conflito, embora os israelenses digam que não vão negociar com o Hamas.