Última hora

Última hora

Regresso de Berlusconi abala Itália

Em leitura:

Regresso de Berlusconi abala Itália

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro italiano, Mario Monti, comunicou ao presidente Giorgio Napolitano a intenção de se demitir, depois de Silvio Berlusconi ter retirado o apoio do seu partido ao governo.
Monti anunciou que se demitirá após o parlamento aprovar a legislação orçamental.

“Nos últimos meses a credibilidade da Itália melhorou imenso, reconquistando aposição que lhe é devida na Europa. Se a Itália voltar a entrar num novo período de instabilidade, vai ser mais resolver a crise na zona Euro”, sublinhou Thierry de Montbrial, Presidente do fórum World Policy Conference.

Berlusconi quebrou assim a frente que agrupava o partido O Povo de Liberdade, o Partido Democrata e os centristas, que apoiavam o executivo de Monti desde a queda do gabinete de Berlusconi, em novembro de 2011.

“Silvio Berlusconi foi durante muito tempo o Primeiro-Ministro de Itália e o resultado da sua governação é bem conhecido. Foi uma das causas da crise que a Itália e a Europa vivem atualmente”, afirmou Martin Schulz, Presidente do Parlamento Europeu.

A generalidade dos comentadores excluiu uma crise política grave, dado que o executivo de Monti está a cumprir a fase final do mandato.