Última hora

Última hora

Ucrânia: Parlamento pode reconduzir primeiro-ministro já na quarta-feira

Em leitura:

Ucrânia: Parlamento pode reconduzir primeiro-ministro já na quarta-feira

Tamanho do texto Aa Aa

O novo Parlamento ucraniano deverá examinar, na sessão inaugural de quarta-feira, a recondução do primeiro-ministro Mykola Azarov, alvo de fortes críticas da oposição.

O presidente propôs no passado domingo a candidatura de Azarov, um burocrata fiel ao chefe de Estado que dirige o executivo desde a chegada de Viktor Ianukovitch à presidência em 2010.

Azarov e o governo demitiram-se em bloco no dia 3, cumprindo um requisito legal depois do Partido das Regiões, no poder, ter vencido as legislativas de Outubro.

Em Kiev, o analista Serhiy Taran explica que “Azarov é um candidato adequado para Ianukovitch, por várias razões: primeiro, nunca teve, nem pode ter, ambições políticas, o que significa que nunca irá competir com o presidente; e, segundo, não é próximo de nenhum grupo de influência no Partido das Regiões”.

Os opositores acusam o governo cessante pelo recuo da democracia na Ucrânia, pelo agravamento da corrupção e pela degradação da economia.

Um representante do partido no poder diz que pensam “completar a formação estrutural do Parlamento no dia 12, permitindo depois considerar o candidato sugerido para primeiro-ministro. A formação da totalidade do governo deverá estar concluída no fim da semana”.

A correspondente da euronews, Evgeniya Rudenko, afirma que “Azarov pode ser renomeado com primeiro-ministro já na quarta-feira. Mas os peritos preveem mudanças significativas no governo e ainda está em curso o diálogo sobre certas nomeações ministeriais”.