Última hora

Última hora

Ex-polícia julgado por morte de Anna Politkovskaya

Em leitura:

Ex-polícia julgado por morte de Anna Politkovskaya

Tamanho do texto Aa Aa

A justiça russa começou a julgar um ex-polícia acusado de envolvimento na morte da jornalista Anna Politkovskaya.

O procurador do tribunal de Moscovo pediu 12 anos de reclusão num campo de prisioneiros para Dmitry Pavlioutchenkov, que confessou ter vigiado a jornalista e fornecido a arma do crime.

O processo é criticado pela família de Politkovskaya e pelos responsáveis do jornal Novaya Gazeta, onde trabalhava a jornalista.

“Nós respeitamos a presunção de inocência, mas percebemos que quando uma investigação trava qualquer possibilidade de identificar o mandante do crime, estamos face a uma das pessoas mais intocáveis da federação russa”, afirma o editor do jornal, Dmitry Muratov.

Anna Politkovskaya tinha sido assassinada no elevador do prédio onde residia, em Moscovo, a 7 de Outubro de 2006, dia do aniversário de Vladimir Putin.

O suposto assassino, assim como outros quatro alegados cúmplices aguardam ainda julgamento, depois do supremo tribunal ter rejeitado a sua absolvição num primeiro processo em 2009.