Última hora

Em leitura:

Fugir da guerra síria e viver o dia a dia noutra luta


Síria

Fugir da guerra síria e viver o dia a dia noutra luta

Sobreviver, no campo de refugiados de Atmeh, no norte da Síria, passa por lutar por um simples cobertor, à medida que se instala o rigor invernal.

Não há uma estimativa exata de quantas pessoas se encontram neste campo situado junto à fronteira com a Turquia, onde a entrada é agora condicionada depois do gigantesco fluxo de refugiados que ali procurou abrigo.

A família de Mariam Ghraibeh viu a sua casa destruída durante um raide aéreo. Esta mãe de seis filhos explica as dificuldades de Atmeh: “a chuva é constante, as pessoas vivem em tendas, não há aquecimento, não há comida que chegue, não há água corrente.”

Os piolhos e as ténias tornaram-se verdadeiras pragas entre as crianças que estão em Atmeh. Uma delas, Abduallah, conta porque veio aqui parar: “estávamos em casa e largaram-lhe uma bomba em cima. Tudo explodiu.”

Os últimos dados da ONU apontam para a existência de mais de 3 milhões de refugiados sírios. Apenas cerca de 500 mil conseguiram sair do país.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

"Cadeiras vazias" em Estrasburgo para receber o Prémio Sakharov