Última hora

Última hora

Japão protesta contra "invasão aérea" chinesa

Em leitura:

Japão protesta contra "invasão aérea" chinesa

Tamanho do texto Aa Aa

O Japão denunciou hoje o que considera ser uma “invasão” do seu espaço aéreo por parte da China.

Um aparelho da guarda costeira chinesa sobrevoou por volta das duas horas da manhã, hora de Lisboa, o arquipélago de Senkaku, disputado entre os dois países.

O governo japonês tinha, horas antes, convocado o embaixador chinês em Tóquio, para protestar contra a presença de quatro navios do país ao largo do arquipélago, pelo terceiro dia consecutivo.

As ilhas desabitadas, administradas pelo Japão mas reclamadas pela China, inflamam a relação entre os dois países desde setembro.

“Deploramos esta invasão do nosso espaço aéreo, depois da intrusão nas nossas águas territoriais pelo terceiro dia consecutivo e apesar dos nossos avisos repetidos”, afirmou um responsável do governo japonês.

À semelhança do piloto do avião chinês, interpelado pelas autoridades aéreas japonesas, Pequim reafirmou hoje a sua soberania sobre o território, afirmando estar disposto a discutir uma solução pacífica para o conflito.