Última hora

Última hora

No meio de pugilato, Parlamento ucraniano reconduz primeiro-ministro

Em leitura:

No meio de pugilato, Parlamento ucraniano reconduz primeiro-ministro

Tamanho do texto Aa Aa

O parlamento ucraniano foi palco de uma verdadeira batalha campal neste segundo dia de trabalhos, tal como acontecera na véspera.

Os deputados da oposição e do partido no poder envolveram-se em violentos confrontos físicos, por causa da recondução de Mykola Azarov, no cargo de primeiro-ministro – o que acabou por acontecer.

Do alto dos seus dois metros dois, o campeão do mundo de boxe Vitalo Klitschko, deputado da oposição, não participou na cena de pugilato. “Devemos defender os nossos argumentos com a cabeça, não com os punhos. Isso é mais importante do que a força física. A força do pensamento, da ideia, dos argumentos é mais poderosa e mais importante”, disse Klitschko, que acrescentou: “Se estão à espera que eu participe ativamente nestas lutas, não vou fazê-lo. Ainda não. Mas se for preciso defender os interesses do povo, então, estou pronto.”

O partido de Klischko – UDAR, que significa “Murro” – entrou no parlamento ucraniano, na oposição, pela primeira vez após as legislativas de 28 de outubro.

O novo parlamento iniciou funções esta quarta-feira, mas Mykola Azarov só foi reconduzido no cargo de primeiro-ministro esta quinta-feira. E Volodymyr Rybak foi eleito para a presidência do parlamento.