Última hora

Última hora

Para Bersani, importante é o que Monti ainda vai fazer por Itália

Em leitura:

Para Bersani, importante é o que Monti ainda vai fazer por Itália

Tamanho do texto Aa Aa

As voltas e reviravoltas dos bastidores políticos italianos não interessam particularmente ao homem que as sondagens apontam como o provável sucessor de Mario Monti.

Pier Luigi Bersani, líder do Partido Democrático, desvaloriza por completo a polémica Berlusconi, dizendo que “ele só pretende chamar a atenção”. A verdadeira questão, declara Bersani, está no futuro de Monti e no papel que “esta figura tem absolutamente de continuar a desempenhar” em Itália.

Sendo como ministro da Economia, ou até como Presidente da República, o centro-esquerda pretende assimilar o atual primeiro-ministro. Aliás, como o quadrante político adversário. Do lado do Povo da Liberdade, partido de Berlusconi, um deputado afirma que “um governo de tecnocratas, nunca mais, nem um governo com a esquerda. Por isso, esperamos para ver se Monti declara a vontade de liderar um governo de centro-direita”.

Para onde vai pender Monti, essa é a interrogação, numa altura em que os mercados se ressentem da oscilação política italiana, se bem que os títulos a três anos voltaram, esta quinta-feira, a registar os juros mais baixos desde outubro de 2010.