Última hora

Última hora

Pyongyang na "órbita" de novas sanções após lançamento de foguetão

Em leitura:

Pyongyang na "órbita" de novas sanções após lançamento de foguetão

Tamanho do texto Aa Aa

O lançamento de um foguetão norte-coreano volta a inflamar os ânimos na vizinha Coreia do Sul, onde manifestantes e governo apelam a comunidade internacional a adotar novas sanções contra o país.

Seul afirma que vários destroços do engenho cairam no território.

Os membros do Conselho de Segurança da ONU, incluindo a China, condenaram o lançamento, ameaçando reforçar as sanções contra o regime comunista.

Para o porta voz da diplomacia sul-coreana, “a Coreia do Norte ignorou as resoluções do Conselho de Segurança da ONU e os avisos da comunidade internacional. Achamos que devem ser tomadas mais medidas do que aquelas decididas em abril”.

Apesar da pressão internacional, Pyongyang efetuou ontem o lançamento de um foguetão, alegadamente para colocar em órbita um satélite do país.

Um lançamento com fins pacíficos, segundo o regime, mas que, para os países vizinhos, se tratou de um teste de um míssil balístico.

Um gesto criticado mesmo pela China e que levou os Estados Unidos a exigirem hoje uma resposta
internacional.

Alguns analistas temem agora que Pyongyang efetue um teste nuclear nas próximas semanas.