Última hora

Última hora

Europeus não anunciam reforço da União Económica e Monetária em Bruxelas

Em leitura:

Europeus não anunciam reforço da União Económica e Monetária em Bruxelas

Tamanho do texto Aa Aa

Após nove horas de debate, os líderes europeus reunidos em Bruxelas terminaram o dia sem anunciar novas medidas para aprofundar a União Económica e Monetária.

O presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, foi mandatado para apresentar novas propostas, mas só em Junho de 2013.

A última cimeira do ano teve, no entanto, início com anúncios concretos, como o acordo a 27 sobre o mecanismo único de supervisão bancária.

Van Rompuy afirmou que “para que seja mais eficaz, ficou decidido que, quando estiver em vigor, será necessário um mecanismo único de resolução, para garantir que qualquer banco, nos Estados-membros participantes, pode ter uma solução com ferramentas apropriadas”.

Para além da Zona Euro, o mecanismo pode ser alargado a qualquer outro dos restantes Estados-membros que decida aderir, mas o Reino Unido, a Suécia e a República Checa já rejeitaram a oferta.

A Zona Euro concordou também em desbloquear a próxima fatia de perto de 50 mil milhões de euros para a Grécia. Mais de 34 mil milhões serão disponibilizados já na próxima semana, através do fundo de resgate europeu.