Última hora

Última hora

Síria: Moscovo corrige o tiro

Em leitura:

Síria: Moscovo corrige o tiro

Tamanho do texto Aa Aa

O Kremlin “não alterou, nem vai alterar” a sua posição em relação à Síria, declarou esta sexta-feira o porta-voz da diplomacia russa. Moscovo corrige assim o tiro depois de, na véspera, o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros ter admitido que o regime de Bashar al-Assad está “progressivamente a perder o controlo” e que “a vitória da oposição síria não pode ser excluída”. Declarações de Mikhail Bogdanov que foram difundidas pelas agências de notícias russas e depois desmentidas pelos responsáveis diplomáticos.

Os Estados Unidos saudaram o que classificaram de “mudança” na posição russa, obrigando o porta-voz do ministério a vir a público reafirmar que nada mudou e que só os Acordos de Genebra podem ser a base para a solução do conflito na Síria e que esse documento “não diz que Assad tem de partir”.

No terreno, há relatos de que as forças fiéis ao regime estão a tentar travar os rebeldes com mísseis scud enquanto que os Estados Unidos vão enviar duas baterias de mísseis patriot e 400 militares para a Turquia no quadro da operação de defesa da NATO.