Última hora

Última hora

Egito: primeira parte de referendo constitucional em ambiente tenso

Em leitura:

Egito: primeira parte de referendo constitucional em ambiente tenso

Tamanho do texto Aa Aa

Metade do Egito pronunciou-se este sábado num referendo constitucional que divide profundamente o país e é um verdadeiro teste para o presidente Mohammed Morsi.

O boicote de muitos juízes, que devem supervisionar o escrutínio, obrigou a dividir o voto em duas datas e os resultados só deverão ser conhecidos depois da segunda consulta, no dia 22.

Cerca de vinte e seis milhões dos cinquenta e um milhões de eleitores foram chamados ontem às urnas, tendo-se registado uma forte afluência.

O país vive há três semanas ao ritmo de manifestações de apoiantes e opositores do presidente islamita, que degeneraram várias vezes em violência.

A oposição denunciou fraudes no referendo deste sábado e a tensão voltou a subir ao fim do dia, com um ataque contra a sede do partido Wafd, no Cairo.

A polícia antimotim foi obrigada a intervir para dispersar os militantes islamitas que tomaram como alvo a sede da formação da oposição liberal.

Em Alexandria, segunda cidade do país, registaram-se alguns confrontos entre defensores do “sim” e do “não” ao projeto de Constituição promovido por Morsi.