Última hora

Última hora

Obama defende "mudança" para evitar novos massacres

Em leitura:

Obama defende "mudança" para evitar novos massacres

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente norte-americano, Barack Obama, deslocou-se este domingo a Newtown, no estado do Connecticut, dois dias depois do massacre que vitimou 26 pessoas na escola primária Sandy Hook.

Obama tinha prometido tomar “ações significativas” para evitar novas tragédias. Esta noite voltou a repeti-lo com mais convicção:

“Esta é a quarta vez que participo numa cerimónia de homenagem às vítimas de um tiroteio. Não podemos continuar a tolerar esta situação. Estes dramas têm de acabar, e para que acabem, precisamos de mudar”.

Durante uma cerimónia ecuménica, que reuniu familiares e próximos das vítimas, Obama sublinhou ainda que, “a violência não se pode repetir à custa da nossa liberdade”, anunciando que vai utilizar todos os seus poderes, “para lançar um esforço conjunto destinado a evitar novos dramas”, como o de Newtown.

Num discurso emotivo, Obama afirmou ainda que, “a América fracassou naquela que deveria ser a sua tarefa principal, a de preocupar-se com as crianças deste país”.

Entre a plateia encontravam-se também os primeiros polícias a chegar ao local do tiroteio de sexta-feira.

Segundo as autoridades, a investigação ao crime poderá arrastar-se por várias semanas, num momento em que não são ainda conhecidas as motivações do jovem atacante.