Última hora

Última hora

América de luto enterra vítimas do massacre de Sandy Hook

Em leitura:

América de luto enterra vítimas do massacre de Sandy Hook

Tamanho do texto Aa Aa

A América continua de luto, depois do massacre de de 20 crianças e seis adultos, na passada sexta-feira.

Uma vigília noturna foi organizada em Fairfiled, cidade vizinha de Newtown, onde ocorreu a tragédia.

Com muita emoção, realizaram-se, segunda-feira, os funerais da duas primeiras crianças: Jack Pinto, em Newtown e Noah Pozner, em Farfield. Com apenas seis anos, Noah foi a mais jovem das vítimas.

Encerradas na segunda-feira, as escolas do Connecticut reabriram esta terça. Em Ridgefield, a uns 30 quilómetros de Newtown, a abertura foi adiada uma hora, por causa de um “indivíduo suspeito”, o que aumentou ainda mais a apreensão de alunos e pais. Uma mãe explica: “Na paragem do autocarro, esta manhã, dissemos adeus, chorámos e abraçamo-nos. E dez minutos depois recebemos uma chamada da escola a dizer que as aulas começavam uma hora mais tarde.” Outra reitera: [As crianças] “não estavam contentes de regressar à escola. O meu [filho] mais velho, que está na quarta classe, estava muito nervoso e eu a tentar tranquilizá-lo, dizendo-lhe que tudo estava ok… e agora acontece isto.”

A escola elementar Sandy Hook, palco da tragédia, vai continuar encerrada, para investigações. Entretanto, na cidade vizinha de Monroe, uma escola desafetada está agora em preparativos para acolher os sobreviventes do drama de Sandy Hook.