Última hora

Última hora

Egito: nova iniciativa de diálogo após protestos da oposição

Em leitura:

Egito: nova iniciativa de diálogo após protestos da oposição

Tamanho do texto Aa Aa

A oposição egípcia regressou às ruas, esta terça-feira, para protestar contra o projeto de constituição, depois de ter denunciado fraudes na primeira etapa do referendo à nova lei fundamental.

Um manifestante afirma, “exigimos uma constituição que represente todos os egípcios e não apenas um grupo ou um culto. Como podemos confiar na comissão que supervisa a constituição depois desta ter afirmado que o texto vai ser aprovado apesar da oposição de vários grupos?”.

O protesto no Cairo foi marcado por uma participação inferior à das anteriores manifestações contra o presidente Mohamed Morsi, tendo terminado com uma nova promessa de diálogo.

A assembleia constituinte convidou os principais líderes da oposição para uma reunião, na sexta-feira, para debater os contestados artigos da nova lei fundamental.

O encontro ocorre na véspera do segundo dia do referendo e depois da irmandade muçulmana ter anunciado uma vitória do sim, no sábado passado.

Uma consulta popular que volta a estar ameaçada pelo boicote dos juízes e de alguns membros da comissão eleitoral.

Depois de semanas de greves e protestos, os magistrados felicitaram-se com a demissão do procurador-geral egípcio, nomeado por Morsi após o polémico decreto, entretanto anulado, que reforçava os poderes do presidente.

Num comunicado, difundido esta noite, a Irmandade Muçulmana, contestava a demissão do procurador Tallat Ibrahim, considerando-a, “um crime”.