Última hora

Última hora

Síria: exército bombardeia campo de refugiados palestinianos

Em leitura:

Síria: exército bombardeia campo de refugiados palestinianos

Tamanho do texto Aa Aa

Os refugiados palestinianos na Síria são as mais recentes vítimas do conflito no país.

Desde o fim de semana, que milhares escapam aos combates no campo de Yarmouk, nos arredores de Damasco, tomado na segunda-feira pelos rebeldes.

O exército voltou a bombardear ontem a instalação, num momento em que a imprensa oficial anuncia “uma operação militar de larga escala”, destinada a impedir o avanço dos rebeldes sobre a capital.

Segundo fontes da ONU, mais de 50% dos habitantes do campo de refugiados de Yarmouk terão escapado aos combates e cerca de dois mil terão cruzado, nos últimos dias, a fronteira com o Líbano.

O novo êxodo de refugiados ocorre quando, noutra fronteira, a Turquia acelera a instalação de um sistema de defesa anti-míssil.

O responsável da diplomacia turca sublinhou ontem que o sistema é puramente defensivo, em resposta às acusações do Irão de que a mobilização poderia dar origem a uma nova guerra mundial.

O avanço dos rebeldes e o agravar da crise económica no país parece fazer vacilar os países aliados do regime.

Teerão apresentou um plano de paz em seis pontos que prevê uma transição política, enquanto Moscovo estaria a preparar uma operação para evacuar os seus cidadãos do país.

O parlamento sírio aprovou ontem um orçamento de “crise” marcado pelo aumento das despesas, uma queda nas receitas e uma duplicação do défice, segundo a agência síria Sana.