Última hora

Última hora

Park Geun-hye promete nova era na península coreana

Em leitura:

Park Geun-hye promete nova era na península coreana

Tamanho do texto Aa Aa

Uma visita ao cemitério nacional de Seul foi o primeiro ato oficial da presidente eleita da Coreia do Sul. Park Geun-hye homenageou antigos líderes, entre eles o pai, que durante 18 anos desprezou os Direitos Humanos.

Park prometeu encetar conversações com a Coreia do Norte e retomar a ajuda ao país, se o vizinho abandonar o programa de armamento nuclear. “O lançamento pela Coreia do Norte de um míssil de longo alcance mostrou a gravidade da situação que a nossa segurança enfrenta. O conflito regional no nordeste da Ásia e as preocupações acerca de uma crise mundial também estão a crescer. Acho que as pessoas me estão a pedir para ultrapassar esta crise de uma forma sábia. Vou cumprir a promessa que fiz às pessoas, abrindo uma nova era na península coreana, através de forte segurança e diplomacia, baseada na confiança”.

Park pretende manter a linha dura do antecessor em relação às reivindicações territoriais japonesas, mas deve modificar o enfoque da política externa. “A administração Lee Myung-bak deu demasiada ênfase aos Estados Unidos e negligenciou o relacionamento com a China e a Coreia do Norte. Penso que a presidente eleita Park Geun-hye vai adoptar políticas mais positivas no que respeita à diplomacia e aos assuntos de segurança com a China e a Coreia do Norte”, afirma o analista Chi Won-bi.

Durante a campanha eleitoral, Park sugeriu mesmo um encontro com o dirigente norte-coreano Kim Jong-un.

A partir de fevereiro, Park Geun-hye, de 60 anos, vai ser a primeira mulher a governar a Coreia do Sul.