Última hora

Última hora

Espanha: "marcha fúnebre" após aprovação de orçamento para 2013

Em leitura:

Espanha: "marcha fúnebre" após aprovação de orçamento para 2013

Tamanho do texto Aa Aa

Madrid foi palco de uma “marcha fúnebre” dos indignados espanhóis, para protestar contra a aprovação do orçamento de 2013 elaborado pelo governo de Mariano Rahoy.

Oitocentos manifestantes, segundo a polícia, vários milhares, segundo os organizadores, desfilaram pela capital espanhola para denunciar um texto que estabelece uma austeridade sem precedentes.

Um participante no cortejo diz que “é apenas uma questão de tempo até que expluda, porque isso vai acontecer. Já explodiu na Grécia e está a explodir na Itália e em Portugal. Quando a Alemanha se aperceber que também está em crise, vai explodir em toda a Europa”.

Num clima social tenso, marcado por uma taxa de desemprego superior a 25 por cento, uma pobreza galopante e manifestações quotidianas, os deputados espanhóis aprovaram um orçamento que prevê cortes num total de 39 mil milhões de euros. Medidas que não evitarão, no entanto, mais um ano de recessão.